terça-feira, 20 de agosto de 2013

Era uma vez, no México... La Margarita

Tem dia que o céu amanhece lindo, o vento sopra suave e o mar, bem, o mar fica ainda mais deslumbrante! Para dia assim, nada melhor do que margaritas.
Este drink sempre foi sinônimo de diversão – e a mídia sempre faz alusão a isso nos filmes. Mas ele é tão fácil de ser preparado, e seus ingredientes tão comuns de termos em casa, que podemos prepara-lo rapidamente. Minha sugestão é que você faça um e vá degustá-lo na sua varanda, vendo o tempo passar (se não tiver varando, vai à janela mesmo [risos]).


Há muitas reivindicações para a invenção da Margarita, mas o crédito vai para prevalecer para Margaret "Margarita" Sames, uma rica socialite de Dallas. Como a história vai, o cocktail nasceu durante o feriado de Natal, em 1948. De acordo com uma entrevista de 1994, publicada no the San Antonio News-Express, jornal da cidade onde a Sra. Sames tinha se aposentado, época em que completaria o 45 º aniversário do cocktail:
Margarita e seu marido, Bill, convidaram alguns amigos de Dallas para visitá-los em Acapulco. Sua luxuosa fazenda no alto de um penhasco ainda estava em construção, e por isso pediram a casa de um amigo local, um espaço igualmente luxuoso que desprovia de uma piscina com um bar molhado. Sames queria fazer uma bebida refrescante que pudesse ser desfrutada junto à piscina antes do almoço. "Afinal, uma pessoa só poderia beber tantas cervejas ou tantos Bloody Mary, ou screwdrivers ou qualquer outra coisa", disse ela. "Eu queria fazer uma nova bebida."


Margarita inicialmente tentou inventar uma bebida com rum, inspirada por suas visitas à Cuba, mas não teve sucesso. Mas a tequila tinha um “espirito” favorito, então ela se virou com ela. Tendo provado e apreciado, o licor de laranja francês conhecido como Cointreau, ela decidiu combinar os dois. Na época, ela disse, não havia bebidas misturadas usando tequila – o drinque que foi servido em estilo clássico em um copo, com sal e uma fatia de limão. (Talvez isso fosse verdade no México, mas Eric Felten, cocktail columnist para  The Wall Street Journal, cita o Tequila Daisy, como sendo uma bebida popular na Segunda Guerra Mundial -  uma mistura de tequila, suco de frutas cítricas e grenadine servido sobre gelo raspado que foi derivado do Gin Daisy e Daisy Whiskey. Eric também detalha outros pretendentes à invenção da Margarita. Mas vamos voltar para a história da Sra. Sames ", como disse no San Antonio News-Express a repórter Susan A. Markner.)
As tentativas da Sra. Sames como mixologista não teve um sucesso imediato.   "Eu fui empurrada para dentro da piscina algumas vezes porque algumas dessas primeiras bebidas eram tão ruins", ela lembrou. Como ela experimentou várias combinações de tequila e Cointreau, eles eram muito doce ou muito azedo. Eventualmente, ela encontrou uma receita que combinava com ela, com suco de limão usado para equilibrar o álcool e um pouquinho de sal na borda de copo/taça para adicionar um toque especial.


Ao longo dos anos, Bill e Margarita serviram a bebida para seus convidados, referindo-se a ela como "a bebida" ou "Bebida de Margarita." Depois Bill deu à esposa um conjunto de taças de champanhe gravado com o seu nome, e assim a bebida ganhou o seu nome. A receita do coquetel foi espalhada por alguns dos amigos e convidados do casal, que incluíam hoteleiro Nick Hilton, Shelton McHenry, Joseph Drown, estrelas de cinema como Lana Turner e John Wayne, e outros viajantes do mundo que posteriormente serviram a bebida em seus hotéis e restaurantes.
Enquanto a Sra. Sames está confiante de que sua receita foi a primeira encarnação da Margarita, Eric Felten cita uma receita chamada Picador, publicado em 1937, em Londres, no Cafe Royal Cocktail Book. Era feito de tequila, Cointreau e suco de limão (sem sal). A primeira aparição na imprensa de uma bebida realmente chamada de "Margarita" foi em dezembro de 1953 na revista Esquire – e dava credibilidade à Margarita Sames como a inventora da bebida em 1948, o que deu tempo para a receita sair de sua casa particular e germinar através da influência de seus amigos famosos.

Margarita Sames tinha 35 anos quando inventou o cocktail que se tornaria favorito da América. Não importa qual seja sua idade, enquanto você estiver de idade para beber, você também pode inventar um cocktail imortal. Só não se esqueça de fazer um monte de postagens sobre isso, para que eu possa postar a sua história daqui alguns anos e dar créditos á bebida que começou com sua criação.

Curiosidades...

Existem ainda outras versões para o surgimento do drink diz:
• Rita Hayworth, cujo nome verdadeiro era Margarita Carmen Cansin, na juventude, antes de sua fama, se apresentava em Cassinos na vida noturna de Tijuana, México. Ali, um barman de nome Enrique Gutierrez criou o coquetel e o batizou em homenagem à atriz.
• Nos anos 40, havia um bar de estrada em Rosarita Beachna Baja California que era de propriedade de Danny Herrera. O local era frequentado por Katherine Hepburn, Ava Gardner e outras celebridades. Herrera criou o coquetel, uma maneira de suavizar o gosto forte da tequila, para conquistar uma certa Marjorie (Margarita em espanhol) King.
• Outra versão conta que a Margarita foi inventado em outubro de 1941, a Cantina do Hussong, em Ensenada, no México, pelo bartender Don Carlos Orozco. Uma tarde, Don Carlos estava experimentando a mistura de novas bebidas quando chegou uma visitante de prestígio: Margarita Henkel, a filha de um embaixador alemão, que vivia com o marido Roy Parodi, perto da cidade de Rancho Hamilton. Don Carlos ofereceu a bebida para Margarita, e nomeou-a com seu nome logo após por ser a primeira pessoa a prová-lo. Ele inventou uma mistura de partes iguais de tequila, licor de laranja e limão, servido com gelo em copo de vidro com sal. No entanto, a receita Don Carlos "foi feita com Damiana Licor, e não com Cointreau. Ele pode ter chamado sua bebida após Margarita Henkel, mas não essa não é a bebida o mundo conhece
• Há também alegações de que a bebida teria sido a primeira misturada na área de El Paso-Juárez, no Tommy's Place Bar em 04 de julho de 1945 por Francisco “Pancho” Morales. Morales deixou de ser bartending no México, para se tornar um cidadão dos EUA. Ele está listado no Texas Almanac's Sesquicentennial Edition (1857–2007, under M), Obituário de texanos famosos. Sua história é foi capturado em um artigo em outubro de 1973 "O homem que inventou o Margarita" por Brad Cooper, e mais tarde em seu obituário no Washington Post em 2 de janeiro de 1997.
• Outro conto origem comum começa a história do cocktail no lendário quarto de Bali em Galveston, Texas, onde, em 1948, chefe barman Santos Cruz criou a Margarita para a cantora Peggy (Margaret) Lee. Ele supostamente nomeou-o depois a versão espanhola de seu nome, Margarita, e tem sido um sucesso desde então.

Como beber Margarita
Existem três formas de consumir este drink:
Shaken: batida entre 20 e 30 vezes com gelo na coqueteleira e servida coada na taça. è a mais tradicional.
On the rocks: também batida na coqueteleira, porém serve-se com duas pedras de gelo na taça. Como o drink logo ficará aguado, é aconselhável aos que tem menos resistência à bebida.
Frozen: é uma espécie de “raspadinha”, pois se trata de uma mistura do drink com gelo triturado no liquidificador. Igualmente saboroso e uma bela pedida para a beira-mar num dia de calor.
Margaritas pode ser servido em uma variedade de copos, mais notavelmente o estereótipo para este drink é uma variante do cupê Champagne clássico. O mesmo copo também é usado para servir pratos como o guacamole ou coquetéis de camarão. Em contextos formais margaritas são servidos frequentemente em um copo de coquetel padrão, enquanto em ambientes informais, particularmente com gelo, margaritas pode ser servido em um copo old-fashioned.

A taça clássica para servir a bebida
Margarita servido no copo old-fashioned
A Margarita foi a bebida mais popular no ano de 2010, representando 18% de todas as vendas de bebidas mistas nos corredores dos EUA. Correndo para alcançar o primeiro lugar da lista estavam o Martini, o Rum e Coca-Cola, a vodca com tônica, e o Cosmopolitan. (Fonte: Cheers On-Premise Handbook 2008).
Em média, os americanos consomem 185 mil Margaritas por hora. (Fonte: Brown-Forman, 2008)
Na parte Sul dos EUA o consumo de Margarita é responsável 34,9% das vendas. Os principais mercados incluem Alabama, Florida, Carolina do Norte e Texas. (Fonte: Brown-Forman, 2008)
Com base nas vendas, Atlanta, Miami, St. Louis e Nashville estão entre as melhores cidades para se tomar Margarita. (Fonte: Elogios On-Premise Handbook 2008)
Os EUA é o número um em mercado de tequila, sendo maior e mais importante que o México (note que a população dos EUA é quase três vezes maior que a do México). (Fonte: Cheers On-Premise Handbook 2008).
Estes fatos foram fornecidos pela Casa Herradura, um dos mais antigos e respeitados produtores de tequila, fundada em 1870. Localizada no coração da região de tequila no México, na pequena cidade de Amatitan, Jalisco (fora de Guadalajara), a Tequila Herradura é 100% feita de agave, cuidadosamente elaborada através de métodos tradicionais, como cozinhar o agave em fornos de barro e sua fermentação natural com levedura selvagem.

A Receita Original

Randi Reed, editor-em-chefe das MusicBizAdvice.com site, viu Margarita Sames em um talk show no início de 1990, e relata sua receita de Margarita original e dicas para fazer uma boa Margarita:
"Primeiro, você deve usar uma boa tequila – uma autentica, dessas feitas em Jalisco, no México. Eu prefiro uma tequila branca - nada dessas coisas de ouro. " Margarita no liquidificadores nunca. Agitá-la ou mexer a bebida em um jarra é o adequado. Não se esforce. Use Cointreau, e não o menos caro e menos saboroso.


A receita original Margarita: 3 jiggers (medida) de tequila ", ou você pode fazê-2," uma medida de Cointreau e uma medida de suco de limão. Misturar tudo. Servir com cubos de gelo num copo onde a borda teve limão passado e depois o copo foi deitado no sal de cozinha.
As proporções oficiais do drink, segundo a International Bartenders Association, é 7:4:3, o que pode traduzir-se como sendo 70 mL de tequila para 40mL de licor e 30mL de suco de limão. Depois ponha bastante gelo na coqueteleira, as doses de tequila, de licor de laranja e suco do suco de limão. Bata até gelar a parede da coqueteleira e sirva o drink na taça previamente gelada, com sal na borda.


Margarita do Barão

Ponha bastante gelo na coqueteleira, 3 doses de tequila, 1,5 dose de Cointreau e suco de um limão. Bata até gelar a parede da coqueteleira e sirva o drink na taça previamente gelada.




Frozen Margarita
(Receita da Casa Herradura)

30ml de tequila (experimente Herradura prata)
30ml de Cointreau
Suco de limão fresco para saborear
gelo moído
Açúcar e roda de limão para decorar

Preparo. 


Decorar o copo com uma rodela de limão. Misturar todos os outros ingredientes num misturador durante alguns minutos, Servir em seguida

Nenhum comentário:

Postar um comentário